Redes de coautoria identificadas na produção científica em programa de pós-graduação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul

##plugins.themes.bootstrap3.article.sidebar##

Resumo

O aumento da colaboração científica, caracterizada pela coautoria, é uma das principais tendências verificadas nos últimos anos na produção em ciências. A fim de relacionar a coautoria e a produção dos docentes do Programa de Pós-Graduação em Educação e Ciências: Química da Vida e Saúde da UFRGS, foram identificados os artigos científicos, registrados no Currículo Lattes - do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) - desses pesquisadores publicados em periódicos classificados no sistema WebQualis da CAPES, na área de Ensino, no período de 2005 a 2013. A pesquisa é de métodos mistos e foi realizada com auxílio de técnicas bibliométricas e de Análise de Redes Sociais (ARS). Os resultados indicam um crescimento de trabalhos em coautoria, assim como mostram que seus elementos de conexão são os professores, com uma forte tendência dos alunos em publicar junto com seus orientadores.

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Autores
  • Juliana Carvalho Pereira Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
  • Luciana Calabró Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
  • Maria do Rocio Fontoura Teixeira Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
  • Diogo Onofre Gomes de Souza Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
Biografia
Juliana Carvalho Pereira, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
Mestre em Educação em Ciências pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul.
Luciana Calabró, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
Doutora em Educação em Ciências e Pós-Doutoranda da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Professora Permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências da UFRGS.
Maria do Rocio Fontoura Teixeira, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
Doutora em Educação em Ciência pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Professora Adjunta do Departamento de Ciências da Informação  da Faculdade de Comunicação da UFRGS e Professora Permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências da UFRGS.
Diogo Onofre Gomes de Souza, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
Pós Doutorado na University of London e Doutor em Bioquímica na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Professor Titular do Instituto de Ciências Básica da Saúde, Departamento de Bioquímica da UFRGS. Bolsista de Produtividade de Pesquisa do CNPQ, Nível 1A. Professor Permanente do Programa de Pós - Graduaçao em Ciências Biológicas e Educação em Ciências da UFRGS.   
Referências

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##


Como Citar

PEREIRA, J. C.; CALABRÓ, L.; TEIXEIRA, M. DO R. F.; SOUZA, D. O. G. DE. Redes de coautoria identificadas na produção científica em programa de pós-graduação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Revista Brasileira de Pós-Graduação, v. 11, n. 25, 6 mar. 2015.

Seção

Estudos

Publicado:

Mar 6, 2015
Palavras-chave:

Redes de coautoria.Produção científica. Análise de redes sociais (ARS)

Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos:

  • Detêm os direitos autorais sobre a obra e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a Licença Creative Commons Attribution  que permite o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria e publicação inicial nesta revista.
  • Possuem autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista, com reconhecimento de autoria e de publicação inicial nesta revista.
  • Têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho on-line (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal), desde que citada sua publicação inicial nesta revista, uma vez que isso pode gerar alterações.

Além disso, os autores declaram que:

  • Todas as afirmações contidas no manuscrito são fatos, são verdadeiras ou baseadas em pesquisa empírica ou científica.
  • O uso de qualquer marca registrada ou direito autoral dentro do manuscrito foi creditado a seu proprietário ou a permissão para usar o nome foi concedida.