Ecossistemas brasileiros: degradação e potencialidades

##plugins.themes.bootstrap3.article.sidebar##

Resumo

Na tentativa de contribuir para o debate sobre a utilização dos ecossistemas brasileiros, este artigo aborda elementos relacionados à produção de conhecimentos sobre os ecossistemas e a riqueza natural do Brasil, aspectos de sua degradação, bem como os limites e os potenciais da ciência para o desenvolvimento de pesquisas relacionadas à preservação dos ecossistemas brasileiros e à utilização conservacionista de seus recursos naturais. A análise se fundamentou em referências provenientes de autores ligados à Geografia e à Ecologia Política e em nossa experiência no desenvolvimento de pesquisas e orientações relacionadas à questão ambiental. Conclui-se que, nesse debate, além da dimensão científica e técnica, é preciso levar em consideração a dimensão política, haja vista que ela exerce forte influência sobre as causas e consequências da utilização dos ecossistemas brasileiros. 

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Autores
  • Luciano Zanetti Pessôa Candiotto Professor Associado da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE), campus de Francisco Beltrão.
Biografia
Luciano Zanetti Pessôa Candiotto, Professor Associado da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE), campus de Francisco Beltrão.
Doutor em Geografia pela UFSCProfessor de graduação e pós-graduação em Geografia da UNIOESTE, campus de Francisco Beltrão/PR
Referências

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##


Como Citar

CANDIOTTO, L. Z. P. Ecossistemas brasileiros: degradação e potencialidades. Revista Brasileira de Pós-Graduação, v. 13, n. 32, 10 mar. 2017.

Seção

Debates

Publicado:

Mar 10, 2017
Palavras-chave:

Ecossistemas. Brasil. Ciência. Política. Gestão.

Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos:

  • Detêm os direitos autorais sobre a obra e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a Licença Creative Commons Attribution  que permite o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria e publicação inicial nesta revista.
  • Possuem autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista, com reconhecimento de autoria e de publicação inicial nesta revista.
  • Têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho on-line (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal), desde que citada sua publicação inicial nesta revista, uma vez que isso pode gerar alterações.

Além disso, os autores declaram que:

  • Todas as afirmações contidas no manuscrito são fatos, são verdadeiras ou baseadas em pesquisa empírica ou científica.
  • O uso de qualquer marca registrada ou direito autoral dentro do manuscrito foi creditado a seu proprietário ou a permissão para usar o nome foi concedida.