OS MÚLTIPLOS ENFOQUES DA INTERDISCIPLINARIDADE NO AMBIENTE ACADÊMICO

##plugins.themes.bootstrap3.article.sidebar##

Resumo

O estudo analisa os diferentes enfoques empregados ao termo “interdisciplinaridade” nas pesquisas cientificas. O estudo não tem a pretensão de estabelecer um conceito consolidado sobre a interdisciplinaridade, mas de propor reflexões e contribuir para o avanço do entendimento sobre o tema. Contextualiza a interdisciplinaridade nas pesquisas brasileiras e realiza análise de conteúdo em 46 artigos publicados a partir de 2016. A análise de conteúdo resulta na identificação de nove categorias sobre a utilização do conceito de interdisciplinaridade e suas características a partir dos autores que apresentam estudos sobre este tema. Foram identificadas oito categorias, onde a  interdisciplinaridade pode ser compreendida como:  uma alternativa à produção do conhecimento; uma possibilidade de análise holística; além da combinação de saberes e disciplinas; a interação entre diversos campos do conhecimento; proposta de novos conhecimentos; a partir das relações das disciplinas; uma forma de superação dos limites disciplinares; perspectiva do sujeito ou do objeto de pesquisa; e, perspectiva do objeto de pesquisa. A análise das categorias revela a amplitude conceitual e a prática da interdisciplinaridade enquanto elemento propulsor do desenvolvimento de estudos acadêmicos e pesquisas.

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Autores
  • José Balbino Universidade Federal do Paraná
  • Helena de Fátima Nunes Silva
  • Mariele Pena de Couto
Biografia
Referências

ALVARENGA, A. T. et al. Histórico, fundamentos filosóficos e teóricos-metodológicos da interdisciplinaridade. In: PHILIPPI JR, A.; SILVA NETO, A. J. (Eds.). Interdisciplinaridade em ciência, tecnologia e inovação. Barueri: Manole, 2011. p. 3–68.

ÂNGULO, K. M. Propuesta metodológica multimodal e interdisciplinar en investigación manualística. Revista Brasileira de História da Educação, Maringá, v. 20, p. 1–25, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.4025/rbhe.v20.2020.e097. Acesso em: 8 abr. 2020.

ANJOS FILHO, N. C. ; SOUZA, A. M. P. De. A percepção sobre o trabalho em equipe multiprofissional dos trabalhadores de um Centro de Atenção Psicossocial em Salvador, Bahia, Brasil. Interface - Comunicação, Saúde, Educação, Botucatu, v. 21, n. 60, p. 63–76, 2017. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1807-57622015.0428. Acesso em: 8 abr. 2020.

BAGAROLLO, M. F.; OLIVEIRA, E. C. Crianças que não aprendem: história não contada. Journal of Research in Special Educational Needs, Hoboken, v. 16, n. 1, p. 328–331, 2016. Disponível em: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/full/10.1111/1471-3802.12155. Acesso em: 8 abr. 2020.

BARBOSA, L. O. et al. Abordagem interprofissional à população em situação de rua: relato de experiência. Ciência & Saúde, Porto Alegre, v. 11, n. 3, p. 198, 2018. Disponível em: http://dx.doi.org/10.15448/1983-652X.2018.3.30839. Acesso em: 8 abr. 2020.

BARBOSA, M. E. M. et al. Interdisciplinaridade do cuidado a idosos com doença de Alzheimer: reflexão à luz das teorias de Leininger e de Heller. Escola Anna Nery - Revista de Enfermagem, Rio de Janeiro, v. 24, n. 1, p. 1–8, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.1590/2177-9465-ean-2019-0083. Acesso em: 8 abr. 2020.
BARDIN, L. Análise de conteúdo. 1a ed. São Paulo: Edições 70, 2011.

BELOTTI, M. et al. Percepções sobre o processo de trabalho em um centro de atenção psicossocial infanto-juvenil. Trends in Psychology/Temas em Psicologia, Ribeirão Preto, v. 25, n. 4, p. 1547–1557, 2017. Disponível em: http://dx.doi.org/10.9788/TP2017.4-04Pt. Acesso em: 8 abr. 2020.

BERNARDI, L. et al. A interdisciplinaridade como estratégia na prevenção da hipertensão arterial sistêmica em crianças: uma revisão sistemática. Ciencia e Saude Coletiva, Rio de Janeiro, v. 22, n. 12, p. 3987–4000, 2017. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1413-81232017021203987&lng=pt&nrm=iso. Acesso em: 8 abr. 2020.

CAPES. Documento de Área - Área 45: Interdisciplinar, 2019. Disponível em: http://capes.gov.br/avaliacao/sobre-as-areas-de-avaliacao/76-dav/caa4/4674-interdisciplinar. Acesso em: 1 fev. 2020.

CARVALHO, P. A. L. De et al. Cuidado humano à luz da fenomenologia de Merleau-Ponty. Texto & Contexto - Enfermagem, Florianópolis, v. 28, p. 1–11, 2019. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1980-265x-tce-2017-0249. Acesso em: 8 abr. 2020.

CAVALEIRO, R. T. et al. Fair value of biological assets: an interdisciplinary methodological proposal. Revista de Administração Contemporânea, Maringá, v. 23, n. 4, p. 543–563, 2019. Disponível em: http://doi.org/10.1590/1982-7849rac2019180254. Acesso em: 8 abr. 2020.

CÉZAR, M. de A.; MELO, W. Centro de atenção psicossocial e território: espaço humano, comunicação e interdisciplinaridade. História, Ciências, Saúde-Manguinhos, Rio de Janeiro, v. 25, n. 1, p. 127–142, 2018. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0104-59702018000100008. Acesso em: 8 abr. 2020.

CEZARINO, L. O.; CORRÊA, H. L. Mensuração da interdisciplinaridade nos cursos de graduação em Administração. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior, Campinas, v. 24, n. 1, p. 174–188, 2019. Disponível em: https://doi.org/10.1590/s1414-40772019000100010. Acesso em: 8 abr. 2020.

COSTA, C. A.; LOUREIRO, C. F. A interdisciplinaridade em Paulo Freire: aproximações político-pedagógicas para a educação ambiental crítica. Revista Katálysis, Florianópolis, v. 20, n. 1, p. 111–121, 2017. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1414-49802017.00100013. Acesso em: 8 abr. 2020.

COUTINHO, D. M. B.; FONTELES, C. S. L. A perspectiva transdisciplinar da psicanálise. Psicologia: Teoria e Pesquisa, Brasília, v. 35, p. 1–8, 2019. Disponível em: https://dx.doi.org/10.1590/0102.3772e35440. Acesso em: 8 abr. 2020.

FAZENDA, I. C. A. Interdisciplinaridade: didática e prática de ensino. Interdisciplinaridade, São Paulo, v. 1, n. 6, p. 9–17, 2015. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/interdisciplinaridade/article/view/22623. Acesso em: 2 abr. 2020.

FAZENDA, I. C. A. Interdisciplinaridade: história, teoria e pesquisa [livro eletrônico]. Campinas: Papirus Editora, 2017.

FAZENDA, I. C. A.; TAVARES, D. E.; GODOY, H. P. Interdisciplinaridade na pesquisa científica [livro eletrônico]. Campinas: Papirus, 2018.

FERRAZ, I. T.; DOMINGUES, E. A psicologia brasileira e os povos indígenas: atualização do estado da arte. Psicologia: Ciência e Profissão, v. 36, n. 3, p. 682–695, 2016. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1982-3703001622014. Acesso em: 8 abr. 2020.

FERREIRA, M. V.; MUENCHEN, C.; AULER, D. Desafios e potencialidade em intervenções curriculares na perspectiva da abordagem temática. Ensaio Pesquisa em Educação em Ciências, Belo Horizonte, v. 21, p. 1–22, 2019. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/1983-21172019210108. Acesso em: 8 abr. 2020.

FONSECA, S. F. Da. Geoprocessamento aplicado no ensino médio como suporte para interdisciplinaridade. Revista Ra’e Ga - O Espaço Geográfico em Análise, Curitiba, v. 42, p. 165–178, 2017. Disponível em: http://dx.doi.org/10.5380/raega.v42i0.46843. Acesso em: 14 abr. 2020.

FREIRE, E.; CILLI, T. L. B.; PRADOS, R. M. N. Um estudo sobre saberes transversais para reflexão na educação profissional e tecnológica. Impulso, Piracicaba, v. 28, n. 73, p. 53–69, 2018. Disponível em: http://dx.doi.org/10.15600/2236-9767/impulso.v28n73p53-69. Acesso em: 8 abr. 2020.

FREIRE, P. de S.; TOSTA, K. C. T.; PACHECO, R. C. dos S. Práticas para criação do conhecimento interdisciplinar: caminhos para inovação baseada em conhecimento. In: PHILLIPPI JR, A.; FERNANDES, V. (Eds.). Práticas da interdisciplinaridade no ensino e pesquisa. Barueri: Manole, 2015. p. 261–290.

JAFELICE, G. T.; MARCOLAN, J. F. O trabalho multiprofissional nos centros de atenção psicossocial de São Paulo. Revista Brasileira de Enfermagem, Brasília, v. 71, n. supl 5, p. 2259–2266, 2017. Disponível em: https://doi.org/10.1590/0034-7167-2017-0300. Acesso em: 8 abr. 2020.

JAPIASSU, H. Interdisciplinaridade e patologia do saber. Rio de Janeiro: Imago Editora, 1976.

JIMÉNEZ-ZAPATA, Y. A.; CALDERÓN-HERNÁNDEZ, G. Factores culturales que inciden en la creación de spin-off universitarias. Un estudio en una universidad pública colombiana. Estudios Gerenciales, Cali, v. 34, n. 148, p. 320–335, 2018. Disponível em: http://dx.doi.org/10.18046/j.estger.2018.148.2595. Acesso em: 8 abr. 2020.

JODELET, D. A representação: noção transversal, ferramenta da transdisciplinaridade. Cadernos de Pesquisa, São Luís, v. 46, n. 162, p. 1258–1271, 2016. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/198053143845. Acesso em: 8 abr. 2020.

JORGE, E. M.; PONTES, R. N. A interdisciplinaridade e o serviço social: estudo das relações entre profissões. Textos & Contextos, Porto Alegre, v. 16, n. 1, p. 175–187, 2017. Disponível em: http://revistaseletronicas.pucrs.br/fass/ojs/index.php/fass/article/view/26444. Acesso em: 8 abr. 2020.

LANÇA, T. A.; AMARAL, R. M.; GRACIOSO, L. S. Multi e interdisciplinaridade nos programas de pós-graduação em Ciência da Informação brasileiros. Perspectivas em Ciência da Informação, Belo Horizonte, v. 23, n. 4, p. 150–183, 2018. Disponível em: http://portaldeperiodicos.eci.ufmg.br/index.php/pci/article/view/3608/0. Acesso em: 14 abr. 2020.

LENOIR, Y. Didática e interdisciplinaridade: uma complementaridade necessária e incontornável. In: FAZENDA, I. C. A. (Ed.). Didática e Interdisciplinaridade [livro eletrônico]. Campinas: Papirus, 2015. p. 45–75.

LIMA, V. M. do R.; RAMOS, M. G. Percepções de interdisciplinaridade de professores de ciências e matemática: um exercício de análise textual discursiva. Revista Lusofona de Educação, Lisboa, v. 36, p. 163–177, 2017. Disponível em: https://revistas.ulusofona.pt/index.php/rleducacao/article/view/5997. Acesso em: 14 abr. 2020.

LIMA, V. V. et al. Desafios na educação de profissionais de Saúde: uma abordagem interdisciplinar e interprofissional. Interface - Comunicação, Saúde, Educação, Botucatu, v. 22, n. 2, p. 1549–1562, 2018. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1807-57622017.0722. Acesso em: 8 abr. 2020.

LINDOSO, D. P. Vulnerabilidade e resiliência: potenciais, convergências e limitações na pesquisa interdisciplinar. Ambiente & Sociedade, São Paulo, v. 20, n. 4, p. 127–144, 2017. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1414-753X2017000400127&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 8 abr. 2020.

LINKE, P. P. A relevância da interdisciplinaridade para a compreensão dos danos causados pela indústria de confecções de Maringá. Revista Monografias Ambientais, Santa Maria, v. 18, n. 1, p. 1–10, 2019. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/remoa/article/view/35572. Acesso em: 8 abr. 2020.

OCAMPO, D. M.; SANTOS, M. E. T. Dos; FOLMER, V. A Interdisciplinaridade no ensino é possível? Prós e contras na perspectiva de professores de matemática. Bolema: Boletim de Educação Matemática, Rio Claro, v. 30, n. 56, p. 1014–1030, 2016. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/1980-4415v30n56a09. Acesso em: 14 abr. 2020.

PACHECO, R. C. dos S.; TOSTA, K. C. B. T.; FREIRE, P. de S. Interdisciplinaridade vista como um processo complexo de construção do conhecimento: uma análise do Programa de pós-graduação EGC/UFSC. Revista Brasileira de Pós-Graduação, Brasília, v. 7, n. 12, p. 136–159, 2010. Disponível em: http://ojs.rbpg.capes.gov.br/index.php/rbpg/article/view/185. Acesso em: 3 abr. 2020.

PÁDUA, M. A. De et al. A dimensão ontológica: um caminho possível para a concretização da interdisciplinaridade. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 44, p. 1–19, 2018. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S1678-4634201709166665. Acesso em: 8 abr. 2020.

PEDRO, M. V. Redação multimídia: uma experiência no ensino de jornalismo. Prisma.com Revista de Ciências e Tecnologia de Informação e Comunicação, Porto, n. 37, p. 18–41, 2018. Disponível em: http://ojs.letras.up.pt/index.php/prismacom/article/view/4706. Acesso em: 8 abr. 2020.

QSR INTERNATIONAL. NVivo: o software n1 para análise qualitativa de dados. 2019. Disponível em: http://www.qsrinternational.com/nvivo-portuguese. Acesso em: 2 maio. 2019.

RAMOS, A. M. G.; BENAVENTE, B. R. Excelencia en la ciencia: una reflexión crítica afirmativa. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 47, n. 166, p. 1372–1394, 2017. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0100-15742017000401372&script=sci_abstract&tlng=es. Acesso em: 8 abr. 2020.

RAYNAUT, C. Paradoxos e ambiguidades na ideia de interdisciplinaridade. Desenvolvimento e Meio Ambiente, Curitiba, v. 47, p. 13–48, 2018. Disponível em: https://revistas.ufpr.br/made/article/view/62428. Acesso em: 14 abr. 2020.

RIOS, D. R. da S.; SOUSA, D. A. B.; CAPUTO, M. C. Diálogos interprofissionais e interdisciplinares na prática extensionista: o caminho para a inserção do conceito ampliado de saúde na formação acadêmica. Interface - Comunicação, Saúde, Educação, Botucatu, v. 23, n. e180080, p. 1–20, 2019. Disponível em: https://doi.org/10.1590/Interface.180080. Acesso em: 8 abr. 2020.

ROLOFF, D. I. T. et al. Enfermeiros do trabalho: experiência interdisciplinar em saúde do trabalhador. Revista Brasileira de Enfermagem, Brasília, v. 69, n. 5, p. 897–905, 2016. Disponível em: https://doi.org/10.1590/0034-7167-2015-0113. Acesso em: 8 abr. 2020.

SANTOS, R. C. Dos; SANTOS, J. C. Dos; SILVA, J. A. Da. Psicologia da literatura e psicologia na literatura. Trends in Psychology/Temas em Psicologia, Ribeirão Preto, v. 26, n. 16, p. 767–780, 2018. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/tp/v26n2/v26n2a09.pdf. Acesso em: 8 abr. 2020.

SANTOS, F. P.; NUNES, C. M. F.; VIANA, M. da C. V. A busca de um currículo interdisciplinar e contextualizado para ensino técnico integrado ao médio. Bolema: Boletim de Educação Matemática, Rio Claro, v. 31, n. 57, p. 517–536, 2017. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/1980-4415v31n57a25. Acesso em: 8 abr. 2020.

SATOLO, V. P. X. et al. Um panprama histórico-conceitual da pesquisa interdisciplinar: uma análise a partir da pós-graduação da Área Interdisciplinar. Educação em Revista, Belo Horizonte, v. 35, p. 1–25, 2019. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/0102-4698185294. Acesso em: 8 abr. 2020.

SCHMITT, V. et al. Interdisciplinaridade e Pós-Graduação. Revista de Biologia e Ciências da Terra, Aracaju, v. 6, n. 2, p. 295–304, 2006. Disponível em: http://joaootavio.com.br/bioterra/detalhe/volume-6/26/. Acesso em: 3 abr. 2020.

SILVA, L. S. Da; HENNING, P. C. Problematizando o campo de saber da educação ambiental. Pro-Posições, Campinas, v. 30, p. 1–24, 2019. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1980-6248-2017-0124. Acesso em: 8 abr. 2020.

SOUSA, C. B. De; MOURA, D. L.; ANTUNES, M. M. A percepção de professores polivalentes regentes do ensino fundamental sobre a educação física. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, v. 38, n. 4, p. 376–383, 2016. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1016/j.rbce.2016.02.001. Acesso em: 8 abr. 2020.

SOUSA, I. F. De; BASTOS, P. R. H. de O. Interdisciplinaridade e formação na área de farmácia. Trabalho, Educação e Saúde, Rio de Janeiro, v. 14, n. 1, p. 97–117, 2016. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/1981-7746-sip00092. Acesso em: 8 abr. 2020.

STACHEIRA, C. R. et al. Modelo interdisciplinar para análise teórica da ação da escola na promoção do desenvolvimento à escala humana. Interações Revista Internacional de Desenvolvimento Local, Campo Grande, v. 21, n. 1, p. 213–228, 2020. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1518-70122020000100213&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt. Acesso em: 8 abr. 2020.

STADLER, J. P.; HUSSEIN, F. R. G. e S. O perfil das questões de ciências naturais do novo Enem: interdisciplinaridade ou contextualização? Ciência & Educação, Bauru, v. 23, n. 2, p. 391–402, 2017. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1516-731320170020007. Acesso em: 8 abr. 2020.

TAVARES, M.; GOMES, S. Fundamentos epistemológicos da matriz institucional dos novos modelos de educação superior no Brasil: uma abordagem qualitativa dos documentos institucionais da Universidade Federal do ABC. Educação & Sociedade, Campinas, v. 39, n. 144, p. 634–651, 2018. Disponível em: https://doi.org/10.1590/es0101-73302017177569. Acesso em: 8 abr. 2020.

VASEN, F.; VIENNI, B. La institucionalización de la interdisciplina en la universidad latinoamericana : experiencias y lecciones de Uruguay y Argentina. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior, Campinas, v. 22, n. 2, p. 544–565, 2017. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S1414-40772017000200016. Acesso em: 8 abr. 2020.

VELLOSO, M. P. et al. Interdisciplinaridade e formação na Área de Saúde Coletiva. Trabalho, Educação e Saúde, Rio de Janeiro, v. 14, n. 1, p. 257–271, 2016. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/1981-7746-sip00097. Acesso em: 8 abr. 2020.

VIEIRA, D. et al. Interdisciplinary care to patients with pressure ulcres. Journal of Nursing, Recife, v. 10, n. 7, p. 2428–2435, 2016. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/view/11299. Acesso em: 8 abr. 2020.

XAVIER, A. M.; STEIL, L. J.; MENA-CHALCO, J. P. (Inter)disciplinaridade e transversalidades: o projeto de formação superior da Universidade Federal do ABC. Ciência & Educação, Bauru, v. 23, n. 2, p. 373–390, 2017. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1516-731320170020006. Acesso em: 8 abr. 2020.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##


Como Citar

BALBINO, J.; DE FÁTIMA NUNES SILVA, H.; PENA DE COUTO, M. OS MÚLTIPLOS ENFOQUES DA INTERDISCIPLINARIDADE NO AMBIENTE ACADÊMICO. Revista Brasileira de Pós-Graduação, v. 17, n. 37, p. 1-21, 29 jul. 2021.

Seção

Estudos

Publicado:

Jul 29, 2021
Palavras-chave:

Interdisciplinaridade. Produção do Conhecimento. Pesquisa Cientifica.

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos:

  • Detêm os direitos autorais sobre a obra e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a Licença Creative Commons Attribution  que permite o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria e publicação inicial nesta revista.
  • Possuem autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista, com reconhecimento de autoria e de publicação inicial nesta revista.
  • Têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho on-line (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal), desde que citada sua publicação inicial nesta revista, uma vez que isso pode gerar alterações.

Além disso, os autores declaram que:

  • Todas as afirmações contidas no manuscrito são fatos, são verdadeiras ou baseadas em pesquisa empírica ou científica.
  • O uso de qualquer marca registrada ou direito autoral dentro do manuscrito foi creditado a seu proprietário ou a permissão para usar o nome foi concedida.