Estudos pós-graduados e pesquisa em literatura: condições e necessidades

##plugins.themes.bootstrap3.article.sidebar##

Resumo

Este texto trata de algumas inconsistências no sistema depós-graduação em estudos literários no Brasil, em seus aspectosmateriais e circunstanciais, tendo como gabarito comparativo aatividade acadêmica similar nos Estados Unidos. Há uma discussão arespeito do crescimento do estado da arte e de seu papel (in)formativo,como também se analisam as revistas acadêmicas enquanto produtoutilizado para a avaliação da pós-graduação. Finalmente, ponderasesobre o valor, a circulação e a recepção da pesquisa, que sustentao debate acadêmico na área de estudos literários. As condições e asnecessidades da formação pós-graduada e da pesquisa analisadasaqui podem também ocorrer na grande área de humanidades.

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Autores
  • Alamir Aquino Corrêa
Biografia
Referências

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##


Como Citar

CORRÊA, A. A. Estudos pós-graduados e pesquisa em literatura: condições e necessidades. Revista Brasileira de Pós-Graduação, v. 9, n. 18, 31 dez. 2012.

Seção

Debates

Publicado:

Dez 31, 2012

Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos:

  • Detêm os direitos autorais sobre a obra e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a Licença Creative Commons Attribution  que permite o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria e publicação inicial nesta revista.
  • Possuem autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista, com reconhecimento de autoria e de publicação inicial nesta revista.
  • Têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho on-line (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal), desde que citada sua publicação inicial nesta revista, uma vez que isso pode gerar alterações.

Além disso, os autores declaram que:

  • Todas as afirmações contidas no manuscrito são fatos, são verdadeiras ou baseadas em pesquisa empírica ou científica.
  • O uso de qualquer marca registrada ou direito autoral dentro do manuscrito foi creditado a seu proprietário ou a permissão para usar o nome foi concedida.