Mestrado profissional em Defesa Agropecuária: criação, implementação e resultados preliminares

##plugins.themes.bootstrap3.article.sidebar##

Resumo

Este trabalho apresenta e discute a experiência pioneira doProjeto Inovação Tecnológica para Defesa Agropecuária – InovaDefesa(UFV, CTagro/MCTI e CNPq) – na implantação de cursos de mestradoprofissional em Defesa Agropecuária em universidades brasileiras,no período 2008-2012. Foram criados e estão em funcionamentomestrados em três universidades federais (UFV, UFRB e UFMG) e emoutras três também federais (UFPR, Ufra, Ufes) estão em preparaçãopropostas semelhantes. As informações utilizadas no preparo desteestudo foram obtidas de entrevistas com os coordenadores dosreferidos cursos, cujos principais beneficiários são organizações dosetor público, principalmente, a Secretaria de Defesa Agropecuária doMinistério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e as secretariasestaduais de Agricultura.

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Autores
  • Evaldo Ferreira Vilela
  • Geraldo Magela Callegaro
  • Sofia Kiyomi Iba da Gama
Biografia
Evaldo Ferreira Vilela
123
Referências

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##


Como Citar

VILELA, E. F.; CALLEGARO, G. M.; GAMA, S. K. I. DA. Mestrado profissional em Defesa Agropecuária: criação, implementação e resultados preliminares. Revista Brasileira de Pós-Graduação, v. 10, n. 22, 1 abr. 2014.

Seção

Estudos

Publicado:

Abr 1, 2014
Palavras-chave:

Curso de Mestrado. Segurança dos Alimentos. Capacitação. Inovação Tecnológica.

Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos:

  • Detêm os direitos autorais sobre a obra e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a Licença Creative Commons Attribution  que permite o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria e publicação inicial nesta revista.
  • Possuem autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista, com reconhecimento de autoria e de publicação inicial nesta revista.
  • Têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho on-line (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal), desde que citada sua publicação inicial nesta revista, uma vez que isso pode gerar alterações.

Além disso, os autores declaram que:

  • Todas as afirmações contidas no manuscrito são fatos, são verdadeiras ou baseadas em pesquisa empírica ou científica.
  • O uso de qualquer marca registrada ou direito autoral dentro do manuscrito foi creditado a seu proprietário ou a permissão para usar o nome foi concedida.