Contribuições de mulheres pesquisadoras de um programa de pós-graduação em Enfermagem para promoção da saúde

##plugins.themes.bootstrap3.article.sidebar##

Resumo

Este artigo tem como objetivo caracterizar e descrever a produção científica e contribuição de mulheres pesquisadoras de um programa de pós-graduação em enfermagem para promoção da saúde. Trata-se de um estudo descritivo, a partir da cienciometria. A coleta de dados se deu através de uma combinação de fontes de informações oficiais, por meio da Plataforma Lattes do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, Plataforma Sucupira da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior e bibliométricas. Os participantes da pesquisa foram 09 mulheres, docentes permanentes do Programa Associado de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade de Pernambuco e da Universidade Estadual da Paraíba, em atuação há pelo menos 10 anos. Os indicadores utilizados foram: frequência de publicações por ano, linha de pesquisa e verificação da qualidade da produção intelectual através da classificação Qualis/CAPES 2013-2016. Os resultados demonstraram uma expressiva produção no período analisado (n: 577 artigos), com maior número de artigos publicados nos estratos B1 e B2 e maior número de publicações em revistas de Qualis A2, quando comparadas às de Qualis A1. A maior frequência de publicações está associada à linha de políticas e práticas da saúde abordando problemas relevantes para a região como a saúde da mulher, do adulto e das pessoas com deficiência.

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Autores
  • Isabel Cristina Ramos Vieira Santos a:1:{s:5:"pt_BR";s:26:"Universidade de Pernambuco";}
Biografia
Referências

BELOQUI, J. A. Brasil: Violência e Discriminação em Pessoas Vivendo com HIV/AIDS. A perspectiva dos membros da RNP+. São Paulo: Rede Nacional de Pessoas Vivendo com HIV e AIDS - RNP+BRASIL/GIV - Grupo de Incentivo à Vida, 2019. Disponível em: https://giv.org.br/Arquivo/Relatorio-RNP-Brasil-Violencia-Discriminacao-Pessoas-HIV-Aids.pdf. Acesso em: 02 jan. 2023.

BERGUM, V.; GODKIN, D. Nursing research and the transformative value of art. In: KNOWLES J.G.; COLE A.L. (eds.), Handbook of the arts in qualitative research: Perspectives, methodologies, examples, and issues. Los Angeles: Sage, 2008.

BETRAN, A. P. et al. Trends and projections of caesarean section rates: global and regional estimates. BMJ Global Health, v. 6, n. 6, 2021. Disponível em: https://gh.bmj.com/content/bmjgh/6/6/e005671.full.pdf. Acesso em: 23 mar. 2022.

BONIOL, M. et al. Gender equity in the health workforce: analysis of 104 countries. Geneva: World Health Organization; 2019. Disponível em: https://apps.who.int/iris/bitstream/handle/10665/311314/WHO-HIS-HWF-Gender-WP1-2019.1-eng.pdf. Acesso em: 23 mar. 2022.

BRASIL. Ministério da Saúde. Departamento de Doenças de Condições Crônicas e Infecções Sexualmente Transmissíveis. Relatório de monitoramento clínico do HIV 2021. Brasília: Ministério da Saúde, 2022. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/relatorio_monitoramento_clinico_hiv_2021.pdf. Acesso em: 02 jan. 2023.

BRASIL. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Estatísticas de gênero: indicadores sociais das mulheres no Brasil. 2. ed. n. 38, 2018. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv101784_informativo.pdf. Acesso em: 06 abr. 2022.

CHAVES, L. R. Novas réguas para medir a qualidade. Pesquisa FAPESP. v. 307, n. 9, 2021. Disponível em: https://revistapesquisa.fapesp.br/novas-reguas-para-medir-a-qualidade/. Acesso em: 23 mar. 2022.

CUNHA, R.; DIMENSTEIN, M.; DANTAS, C. Desigualdades de gênero por área de conhecimento na ciência brasileira: panorama das bolsistas PQ/CNPq. Saúde Debate, v. 45, n.1, 2021. Disponível em: https://www.scielo.br/j/sdeb/a/X4B8B69D9cPFhxQbZDQSD6c/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 22 mar 2022.

DOAN, W. J. et al. The art and science of nursing. Journal of Gerontological Nursing, v. 44, n. 12, 2018.

FONSECA, L. K. S. et al. Análise da estigmatização no contexto do HIV/AIDS: concepções de pessoas que vivem com HIV/AIDS. Revista Interinstitucional de Psicologia, v. 13, n. 2, e14757, 2020. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/gerais/v13n2/07.pdf. Acesso em: 11 jan. 2023.

LOMBARDI, M. R.; CAMPOS, V. P. A enfermagem no Brasil e os contornos de gênero, raça/cor e classe social na formação do campo profissional. Revista da ABET, v. 17, n. 1, 2018. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/abet/article/view/41162. Acesso em: 29 abr. 2022.

LOPYOLA, C. M. D.; OLIVEIRA, R. M. P. Florence nightingale e a arte de enfermagem: texto e contexto da Inglaterra Vitoriana. Escola Anna Nery, v. 25, n. 4, e20200152, 2021. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ean/a/YRqgR7g4LSNQhPHCZY9ZGRK/abstract/?lang=pt. Acesso em: 29 abr. 2022.

MACÍAS-CHAPULA, C. A. Papel de la informetría y de la cienciometría y su perspectiva nacional e internacional. Acimed, v. 9, p. 35-41, 2001.

MATOS, G. A. S. Panorama socioeconômico do nordeste: evolução e perspectivas. Revista BNB Conjuntura Econômica, ed. especial 15 anos, 2019, p. 91-110. Disponível em: https://www.bnb.gov.br/etene/conjuntura-economica/edicao-especial-15-anos. Acesso em: 04 jan. 2023.

MIGLIOLI, S. Influência e limites do fator de impacto como métrica de avaliação na ciência. Ponto de Acesso, v. 11, n. 3, 2017. Disponível em: https://brapci.inf.br/index.php/res/download/98761. Acesso em: 16 abr. 2022.

MUZY, J. et al. Prevalência de diabetes mellitus e suas complicações e caracterização das lacunas na atenção à saúde a partir da triangulação de pesquisas. Cadernos de Saúde Pública, v.37, n. 5, e00076120, 2021. Disponível em: http://old.scielo.br/pdf/csp/v37n5/1678-4464-csp-37-05-e00076120.pdf. Acesso em: 10 jan. 2023.

OLIVEIRA-CIABATI, L. et al. Sexismo científico: o viés de gênero na produção científica da Universidade de São Paulo. Revista de Saúde Pública, v. 55, n. 4, 2021. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rsp/a/5DyRyGTp46scBNDqQVmjZfx/?lang=pt. Acesso em: 09 mar. 2022.

PINHEIRO, D. S.; JARDIM, P. C. B. V. Mortalidade por doença isquêmica do coração no Brasil – Disparidades no nordeste. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, v. 117, n. 1, 2021. Disponível em: https://www.scielo.br/j/abc/a/NDLScWpgmyKGZB7byCdTYKL/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 08 mar. 2022.

PINTO NETO, L. F. S. et al. Protocolo brasileiro para infecções sexualmente transmissíveis 2020: infecção pelo HIV em adolescentes e adultos. Epidemiologia e Serviços de Saúde, v. 30, n.1, 2021, e2020588. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ress/a/cPNFd4GWmVZdGWNG8QrCYZC/?lang=pt&format=pdf Acesso em: 13 jan. 2023.

QIU, J. M.; GOOD, M. V. Making the best of multidisciplinary care for patients with malignant fungating wounds: a qualitative study of clinicians’ narratives. Palliative Medicine, v. 35, n.1, p. 179-87, 2021. Disponível em: https://journals.sagepub.com/doi/pdf/10.1177/0269216320966498. Acesso em: 04 abr. 2022.

SANTOS, J. J. S. et al. Epidemiologia das vítimas de trauma atendidas por serviço pré-hospitalar. Rev. Pesqui. (Univ. Fed. Estado Rio J., Online), v. 13, p. 295-301, jan./dez., 2021. Disponível em: https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/biblio-1151198. Acesso em: 08 jan. 2023.

SILVA, A. R. et al. Identidade profissional de enfermagem: uma perspectiva através das lentes da mídia impressa brasileira. Escola Anna Nery, v. 22, n. 4, 2018, e20180182. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ean/a/x45qJDnRzdwF5RYgfjFwfhj/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 04 abr. 2022.

SILVA, J. R. et al. Análise dos partos na região nordeste no período de 2010 a 2020. Revista científica multidisciplinar núcleo do conhecimento, 2020. Disponível em: https://www.nucleodoconhecimento.com.br/saude/analise-dos-partos. Acesso em: 10 abr. 2022.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##


Como Citar

RAMOS VIEIRA SANTOS, I. C.; MUNIZ DA SILVA BEZERRA, S. M. .; DA MATA RIBEIRO GOMES, B.; MARANHÃO CALÁBRIA CAVALCANTI, B. Contribuições de mulheres pesquisadoras de um programa de pós-graduação em Enfermagem para promoção da saúde . Revista Brasileira de Pós-Graduação, [S. l.], v. 18, n. especial, p. 1–14, 2023. DOI: 10.21713/rbpg.v18iespecial.1932. Disponível em: https://rbpg.capes.gov.br/rbpg/article/view/1932. Acesso em: 2 mar. 2024.

Seção

Dossiê Temático

Publicado:

nov. 26, 2023
Palavras-chave:

Scientific and Technical Activities. Gender Studies. Bibliometrics. Actividades Científicas y Tecnológicas. Estudios de Género. Bibliometría. Produção científica e tecnológica, Estudos de gênero, Bibliometria

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.