Internacionalização da produção científica brasileira: políticas, estratégias e medidas de avaliação

##plugins.themes.bootstrap3.article.sidebar##

Resumo

A internacionalização da produção científica tem reflexos significativos na ciência contemporânea e na inserção internacional dos países em desenvolvimento. Apesar dos esforços empreendidos pelo Brasil nas últimas décadas, a produção científica nacional ainda enfrenta entraves em relação ao alcance e ao impacto internacional das publicações. Este artigo aborda as políticas e as estratégias voltadas à internacionalização da produção científica brasileira e apresenta algumas medidas de avaliação. A internacionalização da produção é discutida com base nos aspectos difusão, colaboração e impacto internacional, com vistas a refletir sobre as possibilidades de ampliar a projeção da ciência brasileira no meio científico internacional.

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Autores
  • Dirce Maria Santin Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Samile Andrea de Souza Vanz Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Ida Regina Chittó Stumpf Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Biografia
Dirce Maria Santin, Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Doutoranda e Mestre em Comunicação e Informação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), especialista em Ciência da Informação pela Universidade da Região da Campanha e bacharel em Biblioteconomia pela UFRGS. Atua como bibliotecária do Instituto de Ciências Básicas da Saúde da UFRGS e docente do curso de Biblioteconomia da Universidade de Caxias do Sul. Tem experiência na área de Ciência da Informação, com ênfase nos seguintes temas: produção e comunicação científica, cientometria, internacionalização da ciência, fontes de informação, educação de usuários e bibliotecas universitárias.
Samile Andrea de Souza Vanz, Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Graduada em Biblioteconomia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1999), mestre e doutora em Comunicação e Informação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2004 e 2009), com estágio sanduíche na Dalian University of Technology. Atualmente é professora adjunta do Departamento de Ciências da Informação e do Programa de Pós-graduação em Comunicação e Informação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, e editora da revista Em Questão. Tem experiência nas áreas de Gestão de Ambientes em Unidades de Informação e Comunicação Cientifica, com ênfase na produção de indicadores científicos, bibliometria, colaboração cientifica, análise de citação e co-citação.
Ida Regina Chittó Stumpf, Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Ida Regina Chitto Stumpf é professora titular aposentada do Departamento de Ciências da Informação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Formada em Biblioteconomia e Mestre em Educação pela mesma Universidade, concluiu o doutorado em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo, em 1994, e realizou estágio sanduiche, em 1991, na Loughborough University of Technology, Inglaterra. Em 2011 realizou estágio pós-doutoral sênior na Universidad Carlos III de Madrid. Atuou como docente no curso de graduação em Biblioteconomia, de 1974 a 2014, e no Programa de Pós-Graduação de Comunicação e Informação, de 1996 a 2014. Atualmente é Docente Colaboradora Convidada do PPGCOM/UFRGS. Foi coordenadora adjunta da área de Ciências Sociais Aplicadas da CAPES, de 2008 a março de 2011 e foi pesquisadora do CNPq, nível 1 C até 2014. Orientou alunos de graduação, mestrado e doutorado. Entre 2007 e 2008 coordenou o GT7 - Produção e Comunicação de Informação em CT&I, da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciência da Informação - ANCIB. Desenvolve pesquisa em temáticas voltadas à Comunicação Científica, Produção Científica, Bibliometria, Cientometria, Estudos de Usuários e Ciência da Informação.
Referências

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##


Como Citar

SANTIN, D. M.; VANZ, S. A. DE S.; STUMPF, I. R. C. Internacionalização da produção científica brasileira: políticas, estratégias e medidas de avaliação. Revista Brasileira de Pós-Graduação, v. 13, n. 30, 22 dez. 2016.

Seção

Estudos

Publicado:

Dez 22, 2016
Palavras-chave:

Produção científica. Internacionalização. Difusão. Colaboração internacional. Impacto internacional.

Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos:

  • Detêm os direitos autorais sobre a obra e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a Licença Creative Commons Attribution  que permite o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria e publicação inicial nesta revista.
  • Possuem autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista, com reconhecimento de autoria e de publicação inicial nesta revista.
  • Têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho on-line (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal), desde que citada sua publicação inicial nesta revista, uma vez que isso pode gerar alterações.

Além disso, os autores declaram que:

  • Todas as afirmações contidas no manuscrito são fatos, são verdadeiras ou baseadas em pesquisa empírica ou científica.
  • O uso de qualquer marca registrada ou direito autoral dentro do manuscrito foi creditado a seu proprietário ou a permissão para usar o nome foi concedida.