A pós-graduação em genética e melhoramento de plantas no Brasil: diagnóstico e prioridades

##plugins.themes.bootstrap3.article.sidebar##

Resumo

A pós-graduação em Genética e Melhoramento de Plantas no Brasil teve início em 1964, na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ/USP), em Piracicaba (SP). Nas décadas seguintes foram criados sete novos programas, localizados em Viçosa (MG), Jaboticabal (SP), Lavras (MG), Florianópolis (SC), Maringá (PR), Recife (PE) e Campos de Goytacazes (RJ). Devido a isso, houve um grande salto qualitativo e quantitativo nas pesquisas em genética e melhoramento de plantas no Brasil, que refletiu de forma altamente positiva no agronegócio. Entretanto, o número de programas ainda é pequeno e com distribuição heterogênea no território nacional, não contemplando de forma adequada todas as regiões e ecossistemas. Considerando a extensão territorial bem como a vocação do Brasil para a agricultura, é importante que se estimule a criação de novos Programas de Pós-graduação nessas áreas.

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Autores
  • Isaías Olívio Geraldi
Biografia
Referências

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##


Como Citar

GERALDI, I. O. A pós-graduação em genética e melhoramento de plantas no Brasil: diagnóstico e prioridades. Revista Brasileira de Pós-Graduação, [S. l.], v. 4, n. 7, 2011. DOI: 10.21713/2358-2332.2007.v4.121. Disponível em: https://rbpg.capes.gov.br/rbpg/article/view/121. Acesso em: 24 fev. 2024.

Seção

Debates
Palavras-chave:

Genética. Melhoramento Vegetal. Programas de pós-graduação. Genetics. Plant breeding. Graduate programs.