Saúde mental docente em tempos de pandemia: um estudo com professores de Cascavel/PR

##plugins.themes.bootstrap3.article.sidebar##

Resumo

A pandemia da covid-19 (Coronavirus Disease 2019) trouxe, principalmente nos anos de 2020 e 2021, sérias repercussões na realidade da população mundial. A questão da saúde mental docente, já discutida antes do período pandêmico, ganhou maior destaque nesse contexto, uma vez que a realidade vivenciada por professores modificou-se tanto no aspecto pessoal como profissional. Considerando isso, o presente estudo objetivou investigar o estado de saúde mental docente em tempos de pandemia, mais especificamente, da covid-19. Para tanto, aplicou-se um questionário com 170 professores do Ensino Fundamental – Anos Iniciais do município de Cascavel/PR. Com os dados à disposição, realizou-se sua interpretação por meio de recursos quantitativos (análise estatística) e qualitativos (análise categorial). Utilizando-se da perspectiva teórica psicanalítica, pode-se perceber que alguns sintomas foram desencadeados no contexto pandêmico, tanto relativos à ansiedade (irritabilidade, nervosismo, angústia, sintomas físicos, receio de morrer etc.), como a humor deprimido (tristeza, baixa autoestima, sentimentos de culpa e desvalia etc.) e a outros variados, como insônia, frustração e ideação suicida. Concluiu-se, a partir de então, que o período de pandemia de covid-19 repercutiu negativamente sobre a saúde mental de professores em graus variados, a depender da sua subjetividade e do meio social onde cada sujeito encontrava-se inserido.

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Autores Biografia
Referências

CHEMAMA, R. Dicionário de psicanálise. Porto Alegre: Artes Médicas, 1995.

CRESWELL, J. W.; CLARK, V. L. Pesquisa de métodos mistos. Porto Alegre: Penso, 2018.

CRESWELL, J. W. Projeto de pesquisa: métodos qualitativo, quantitativo e misto. 3. ed. Porto Alegre: Artmed, 2010.

DUNKER, C. A hipótese depressiva. In: SAFATLE, V.; SILVA JUNIOR, N. da; DUNKER, C. (orgs.). Neoliberalismo como gestão do sofrimento psíquico. Belo Horizonte: Autêntica, p. 177-212, 2020.

ESTEVE, J. M. Mudanças sociais e função docente. In: NÓVOA, A. (org.). Profissão professor. Portugal: Porto Editora, 1999.

FORATTINI, C. D.; LUCENA, C. Adoecimento e sofrimento docente na perspectiva da precarização do trabalho. Laplage em Revista, v. 1, n. 2, maio/ago., 2015. Disponível em: http://oaji.net/articles/2016/2779-1452556088.pdf. Acesso em: 25 jul. 2021.

FREUD, S. Conferências introdutórias sobre a psicanálise (parte III): os caminhos da formação dos sintomas (1916-1917). In: FREUD, S. O ego e o id e outros trabalhos (1923-1925). Vol. XIX. Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. Edição Standart. Brasileira. Rio de Janeiro: Imago, 1996a.

FREUD, S. Esboço de psicanálise (1938). In: FREUD, S. Moisés e o Monoteísmo, Esboço de Psicanálise e outros trabalhos (1937-1939). Vol. XXIII. Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. Edição Standart. Brasileira. Rio de Janeiro: Imago, 1996b.

FREUD, S. Inibições, sintomas e angústia (1926). In: FREUD, S. O Futuro de uma Ilusão, O Mal-Estar na Civilização e outros Trabalhos (1925-1926). Vol. XX. Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. Edição Standart. Brasileira. Rio de Janeiro: Imago, 1996c.

FREUD, S. O ego e o id (1923). In: FREUD, S. O ego e o id e outros trabalhos (1923-1925). Vol. XIX. Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. Edição Standart. Brasileira. Rio de Janeiro: Imago, 1996d.

FREUD, S. Sobre os fundamentos para destacar da neurastenia uma síndrome específica denominada neurose de angústia (1895). In: FREUD, S. Introdução ao narcisismo, ensaios de metapsicologia e outros textos (1914-1916). Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. Edição Standart. Brasileira. Rio de Janeiro: Imago, 1996e.

FREUD, S. Luto e melancolia (1917). In: FREUD, S. Neurose, psicose, perversão. São Paulo: Autêntica, 2019a. p. 99-121. (Obras incompletas de Sigmund Freud).

FREUD, S. Recomendações ao médico para o tratamento psicanalítico (1912). In: FREUD, S. Fundamentos da clínica psicanalítica. São Paulo: Autêntica, 2019b. p. 93-106. (Obras incompletas de Sigmund Freud).

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2019.

LACAN, J. O seminário, livro 5: as formações do inconsciente (1957-1958). Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1999.

MARCONI, M. de A.; LAKATOS, E. M. Fundamentos de metodologia científica. 9. ed. São Paulo: Atlas, 2021.

MINAYO, M. C. de S. Trabalho de campo: contexto da observação e descoberta. In: MINAYO, M. C. de S.; DESLANDES, S. F.; GOMES, R. (orgs.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 28. ed. Petrópolis: Vozes, 2009. p. 61-77.

MORAIS, E. C. de; SANTANA, G. M. X. Aulas remotas: uma reflexão sobre a saúde mental do professor. 2021. Monografia (Graduação em Psicologia) – CENTRO UNIVERSITÁRIO FG, Guanambi, 2021.

PEREIRA, H. P.; SANTOS, F. V.; MANENTI, M. A. Saúde mental de docentes em tempos de pandemia: os impactos das atividades remotas. Boletim de Conjuntura (Boca), v. 3, n. 9, 2020.

RIBEIRO, S. dos S.; SCORSOLINI-COMIN, F.; DALRI, R. C. M. B. Being a professor in the context of the COVID-19 pandemic: Reflections on mental health. Index de Enfermeria, v. 29, n. 3, p. 137-141, 2020.

SILVA, M. A. S. da; TULESKI, S. C. Patopsicologia experimental: abordagem histórico-cultural para o entendimento do sofrimento mental. Estudos de Psicologia, v. 20, n. 4, p. 207-216, out./dez., 2015.

WORLD HEALTH ORGANIZATION (WHO). The world health report 2001. 2001. Disponível em: https://apps.who.int/iris/handle/10665/42390. Acesso em: 25 jul. 2021.

YAEGASHI, S. F. R.; BENEVIDES-PEREIRA, A. M. T.; e ALVES, I. C. B. Docência e burnout: um estudo com professores do Ensino Fundamental. In: YAEGASHI, S. F. R. e BENEVIDES-PEREIRA, A. M. T (orgs.). Psicologia e educação: conexão entre saberes. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2013. p. 189-210.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##


Como Citar

DOS SANTOS DA ROCHA, G.; ROSSETTO, E. Saúde mental docente em tempos de pandemia:: um estudo com professores de Cascavel/PR. Revista Brasileira de Pós-Graduação, [S. l.], v. 18, n. 39, p. 1–22, 2023. DOI: 10.21713/rbpg.v18i39.1949. Disponível em: https://rbpg.capes.gov.br/rbpg/article/view/1949. Acesso em: 23 maio. 2024.

Seção

Artigos

Publicado:

set. 20, 2023
Palavras-chave:

COVID-19, Saúde mental, Professores, Psicanálise

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.