Programas de pós-graduação interdisciplinares: contexto, contradições e limites do processo de avaliação Capes

##plugins.themes.bootstrap3.article.sidebar##

Resumo

Este texto se propõe a refletir sobre as principais contradições e os limites da avaliação realizada nos programas de pós-graduação submetidos à Comissão de Avaliação Interdisciplinar (CAInter/Capes). Algumas das inquietações se relacionam à busca pela qualidade na produção de conhecimento nesses programas; por um lado, vinculandose à organização dos currículos, à composição do corpo docente e discente, à dinâmica dos grupos de pesquisa, às condições de elaboração de dissertações, teses e pesquisa em que a multi e a interdisciplinaridade se colocam como meta; pelo outro, ao Sistema de Avaliação a que os programas estão submetidos e têm na disciplinaridade sua gênese. As conclusões apontam principalmente para a necessidade de discutir alternativas à forma de avaliação disciplinar, sob pena de inviabilizar as
possibilidades de construção de conhecimentos que visam estabelecer diálogos entre distintas áreas científicas.

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Autores
  • Marlize Rubin Oliveira
  • Jalcione Almeida
Biografia
Referências

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##


Como Citar

OLIVEIRA, M. R.; ALMEIDA, J. Programas de pós-graduação interdisciplinares: contexto, contradições e limites do processo de avaliação Capes. Revista Brasileira de Pós-Graduação, [S. l.], v. 8, n. 15, 2011. DOI: 10.21713/2358-2332.2011.v8.210. Disponível em: https://rbpg.capes.gov.br/rbpg/article/view/210. Acesso em: 20 maio. 2024.

Seção

Estudos

Publicado:

mar. 31, 2011
Palavras-chave:

Avaliação da Pós-Graduação. Pós-Graduação Interdisciplinar. Interdisciplinaridade. Graduate Program Evaluation. Interdisciplinary Graduate Program. Interdisciplinarity. Evaluación del Posgrado. Posgrado Interdisciplinario. Interdisciplinariedad.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)