Estresse e pós-graduação em Medicina Veterinária

##plugins.themes.bootstrap3.article.sidebar##

Resumo

Veterinária. Foram entrevistados 66 pós-graduandos da FMVZ/Unesp-Botucatu e na FCAV/Unesp-Jaboticabal. Os dados foram analisados utilizando-se distribuição de números absolutos e porcentuais. Os sintomas mais referidos foram ansiedade, irritabilidade, angústia, desânimo e dificuldade de concentração. A elaboração e realização do projeto experimental e/ou obtenção de bolsa ou financiamento foram considerados como os fatores mais estressantes. Observou-se inconformidade com alguns aspectos organizacionais da pós-graduação, em contraste o grau de satisfação profissional foi elevado. Com base nos achados do presente estudo, poder-se-ia se inferir que na pós-graduação os principais fatores de estresse são de tipo organizacional e não relacionados com aspectos pessoais, profissionais ou acadêmicos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Autores
  • Juan Carlos Duque
  • Juliana Tabarelli Brondani
  • Stélio Pacca Loureiro Luna
Biografia
Referências

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##


Como Citar

DUQUE, J. C.; BRONDANI, J. T.; LUNA, S. P. L. Estresse e pós-graduação em Medicina Veterinária. Revista Brasileira de Pós-Graduação, [S. l.], v. 2, n. 3, 2011. DOI: 10.21713/2358-2332.2005.v2.63. Disponível em: https://rbpg.capes.gov.br/rbpg/article/view/63. Acesso em: 20 maio. 2024.

Seção

Estudos
Palavras-chave:

pós-graduação. estresse. satisfação profissional. medicina veterinária.