Prática docente em arquitetura e urbanismo estudo da aplicação de métodos de ensino-aprendizagem

##plugins.themes.bootstrap3.article.sidebar##

Resumo

Professores do ensino superior com amplo conhecimento técnico em suas áreas de atuação não foram necessariamente munidos de métodos pedagógicos adequados para atuar na docência. Direcionando a questão para a área de Arquitetura e Urbanismo, por exemplo, a formação de bacharel desses profissionais não inclui nenhuma preparação para a atuação em sala de aula. Pensando nisso, a disciplina de Prática Docente do Programa de Pós-Graduação em Planejamento Urbano da Universidade Federal do Paraná prepara seus mestrandos e lhes direciona a aplicar métodos pedagógicos durante o estágio docente. Neste artigo, explorar-se-á a experiência de nove mestrandos dos anos de 2018 e de 2019 que lecionaram para de 248 alunos de graduação em seus estágios. Dois métodos foram utilizados. Primeiro o Index of Learning Styles, aplicado para identificar o perfil de aprendizagem dos alunos. Com o seu resultado, posteriormente, os mestrandos puderam preparar sua aula de estágio aplicando os resultados obtidos à segunda metodologia, o Ciclo de Kolb. O objetivo desses métodos é colocar o aluno no centro do planejamento acadêmico a partir de aulas pensadas para atender os diferentes perfis de aprendizagem da turma e estimular sua participação de forma ativa nesse processo. Os resultados sugerem que a introdução à pedagogia contribui para a formação de professores capacitados para atuar em cursos de Arquitetura e Urbanismo, direcionando suas aulas para perfis de aprendizagem específicos, de natureza criativa, comuns a esta profissão.

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Autores
  • Rafael Kalinoski
  • Chaelin Dall’Agnol Fiorentin
  • Fabiana Moro Martins
  • Márcia de Andrade Pereira Bernardinis
Biografia
Referências

ATTARD, A. et al. Student Centered Learning: An insight into theory and practice. Bucharest: Partos Timisoara, 2010.
BELHOT, R. V. Reflexões e propostas sobre o “ensinar engenharia para o século XXI”. Tese (Livre Docência), Escola de Engenharia de São Carlos, Universidade de São Paulo, São Carlos, 1997.
CARVALHO, A. C. B. D.; PORTO, A. J. V. O uso do ciclo de Kolb no planejamento de ensino de engenharia. Anais COBENGE. Brasília: ABENGE, 2003.
CUNHA, M. I. O lugar da formação do professor universitário: o espaço da pós-graduação em educação em questão. Revista Diálogo Educacional, v. 9, n. 26, p. 81-90, 2009.
FELDER, R. M.; SILVERMAN, L. K. Learning and Teaching Styles in Engineering Education. Engineering Education, v. 78, n. 7, p. 674-681, 1988.
FELDER, R. M.; SPURLIN, J. Applications, Reliability and Validity of the Index of Learning Styles. International Journal of Engineering Education, v. 21, n. 1, p. 103-112, 2005.
FERRAZ, V. G. L.; MOTA, D. C. S.; LOPES, J. G. S. Um olhar sobre a formação para a docência no ensino superior ao longo da pós-graduação em Química. Revista Brasileira de Pós-Graduação, v. 16, n. 35, 2020.
FERRAZ, A. P. C. M.; BELHOT, R. V. Taxonomia de Bloom: revisão teórica e apresentação das adequações do instrumento para definição de objetivos instrucionais. Gestão & Produção, v. 17, n. 2, p. 421-431, 2010.
MARIETTO, M. G. B. et al. Teoria da Aprendizagem Experiencial de Kolb e o Ciclo de Belhot Guiando o Uso de Simulações Computacionais no Processo Ensino Aprendizagem. Anais do Workshop de Informática na Escola, p. 527-531, 2014.
PACHANE, G. G.; PEREIRA, E. M. A. A importância da formação didático- pedagógica e a construção de um novo perfil para docentes universitários. Revista Iberoamericana De Educación, v. 35, n. 1, p. 1-13, 2004.
PEREIRA, M. A.; SILVA, A. N. R. Uma avaliação teórico-conceitual de estratégia pedagógica aplicada no ensino de engenharia. Anais do 4º CONAHPA, Florianópolis, 2009.
RODRIGUES, L. P.; MOURA, L. S.; TESTA, E. O tradicional e o moderno quanto à didática no ensino superior. Revista Científica do ITPAC, v. 4, n. 3, 2011.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##


Como Citar

KALINOSKI, R.; DALL’AGNOL FIORENTIN, C.; MORO MARTINS, F.; DE ANDRADE PEREIRA BERNARDINIS, M. Prática docente em arquitetura e urbanismo. Revista Brasileira de Pós-Graduação, v. 17, n. 38, p. 1-22, 1 jun. 2022.

Seção

Artigos

Publicado:

Jun 1, 2022
Palavras-chave:

Prática Docente, Métodos de Ensino-Aprendizagem, Arquitetura e Urbanismo

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos:

  • Detêm os direitos autorais sobre a obra e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a Licença Creative Commons Attribution  que permite o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria e publicação inicial nesta revista.
  • Possuem autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista, com reconhecimento de autoria e de publicação inicial nesta revista.
  • Têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho on-line (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal), desde que citada sua publicação inicial nesta revista, uma vez que isso pode gerar alterações.

Além disso, os autores declaram que:

  • Todas as afirmações contidas no manuscrito são fatos, são verdadeiras ou baseadas em pesquisa empírica ou científica.
  • O uso de qualquer marca registrada ou direito autoral dentro do manuscrito foi creditado a seu proprietário ou a permissão para usar o nome foi concedida.