Produção científica e “produtivismo”: há alguma luz no final do túnel?

##plugins.themes.bootstrap3.article.sidebar##

Resumo

O presente texto apresenta a estratégia desenvolvida pelaárea de Psicologia na Capes para avaliar a produção científica dosprogramas da área. A proposta consiste no estabelecimento de limitesquantitativos de produção bibliográfica por programa, proporcionais aonúmero de docentes permanentes, de forma a permitir uma avaliaçãoprioritariamente qualitativa da produção. O confronto dos indicadoresdas últimas avaliações trienais sugere, ainda que tendencialmente,a eficácia do procedimento. São discutidas as características e aslimitações dessa estratégia para a avaliação da pós-graduação.

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Autores
  • Oswaldo Hajime Yamamoto
  • Emmanuel Zagury Tourinho
  • Antônio Virgílio Bittencourt Bastos
  • Paulo Rogério Meira Menandro
Biografia
Referências

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##


Como Citar

YAMAMOTO, O. H.; TOURINHO, E. Z.; BASTOS, A. V. B.; MENANDRO, P. R. M. Produção científica e “produtivismo”: há alguma luz no final do túnel?. Revista Brasileira de Pós-Graduação, v. 9, n. 18, 31 dez. 2012.

Seção

Debates

Publicado:

Dez 31, 2012

Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos:

  • Detêm os direitos autorais sobre a obra e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a Licença Creative Commons Attribution  que permite o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria e publicação inicial nesta revista.
  • Possuem autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista, com reconhecimento de autoria e de publicação inicial nesta revista.
  • Têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho on-line (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal), desde que citada sua publicação inicial nesta revista, uma vez que isso pode gerar alterações.

Além disso, os autores declaram que:

  • Todas as afirmações contidas no manuscrito são fatos, são verdadeiras ou baseadas em pesquisa empírica ou científica.
  • O uso de qualquer marca registrada ou direito autoral dentro do manuscrito foi creditado a seu proprietário ou a permissão para usar o nome foi concedida.