Qualidade e produtividade nos programas de pós-graduação: a disciplina Seminário de Dissertação

##plugins.themes.bootstrap3.article.sidebar##

Resumo

Todo programa de pós-graduação stricto sensu prevê a realização de seminários e a confecção de dissertações e teses. A experiência tem mostrado, no entanto, que é difícil manter a freqüência e a intensidade dessas duas atividades num patamar satisfatório para as respectivas coordenações. Várias razões contribuem para isso, destacando-se a longa duração do trabalho de dissertação/tese e o isolamento intelectual decorrente de se estar realizando uma pesquisa eventualmente apenas compartilhada com o orientador. Considerando estes aspectos (entre outros), foi desenvolvida uma metodologia que se mostrou capaz de contribuir para reduzir a dimensão dos problemas apresentados acima. Os seminários, tradicionalmente informais, ganharam o status de disciplina, com uma estrutura de procedimentos construída de modo a suprimir especificamente as causas apontadas e, em conseqüência, os seus efeitos indesejáveis. Apresentam-se, neste estudo, a própria metodologia, os documentos criados para apoiá-la, e uma avaliação subjetiva dos resultados observados nos três primeiros quadrimestres de sua aplicação.

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Autores
  • Piotr Trzesniak Universidade Federal de Itajubá - Unifei
Biografia
Referências

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##


Como Citar

TRZESNIAK, P. Qualidade e produtividade nos programas de pós-graduação: a disciplina Seminário de Dissertação. Revista Brasileira de Pós-Graduação, [S. l.], v. 1, n. 1, 2011. DOI: 10.21713/2358-2332.2004.v1.25. Disponível em: https://rbpg.capes.gov.br/rbpg/article/view/25. Acesso em: 20 maio. 2024.

Seção

Relato de Experiências Inovadoras
Palavras-chave:

pós-graduação, gerenciamento. dissertação/tese, preparação. redação científica. pareceres científicos, elaboração. graduate program management, thesis and dissertation preparation, scientific writing, refereed reports