O mestrado profissional na política atual da Capes

##plugins.themes.bootstrap3.article.sidebar##

Resumo

O artigo destaca os principais argumentos que levam a Capes a apostar na proposta do mestrado profissional (MP) retomando e desenvolvendo pontos discutidos no seminário “Para além da academia – a pósgraduação contribuindo para a sociedade”. O papel do MP no desenvolvimento econômico e social do Brasil é defendido com base em três constatações: primeira, a sociedade atual requer uma formação cada vez mais qualificada, mesmo para setores que não lidam com a docência nem com a pesquisa de ponta; segunda, com o aumento das titulações no País, constata-se que boa parte dos mestres e uma parte significativa dos doutores encaminham-se para um destino que não é o ensino superior; e, terceira, a inexistência de preconceito da Capes quanto à transferência  de conhecimento científico para as empresas ou para o mercado, desde que a sociedade como um todo, e o setor público e os movimentos sociais em particular, também sejam alvo dessa transferência. O autor também formula sugestões sobre como o MP poderá ser constituído, frisando modos pelos quais ele possa não apenas aumentar a produção na economia, mas também promover avanços significativos no resgate de nossa dívida social.

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Autores
  • Renato Janine Ribeiro
Biografia
Referências

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##


Como Citar

RIBEIRO, R. J. O mestrado profissional na política atual da Capes. Revista Brasileira de Pós-Graduação, [S. l.], v. 2, n. 4, 2011. DOI: 10.21713/2358-2332.2005.v2.72. Disponível em: https://rbpg.capes.gov.br/rbpg/article/view/72. Acesso em: 27 maio. 2024.

Seção

Debates
Palavras-chave:

mestrado profissional. pós-graduação. política da Capes. professional masters, Capes policies, graduate study.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)