Literacia digital possibilidades em contextos formativos de professores

##plugins.themes.bootstrap3.article.sidebar##

Resumo

O acesso aos recursos tecnológicos e à internet são imprescindíveis no contexto educacional, situação que restou comprovada em razão do processo pandêmico da COVID-19, em que professores conseguiram ministrar aulas e alunos puderam participar remotamente. Porém, devem ser consideradas questões como o desenvolvimento e o aperfeiçoamento de habilidades em literacia digital para a navegação em ambientes virtuais, de maneira que professores e alunos consigam analisar e avaliar criticamente conteúdos disponíveis na rede, bem como produzir seus próprios conteúdos a partir das tecnologias digitais. Levando isso em consideração, investigamos o desenvolvimento de habilidades em literacia digital em contextos formativos de docentes, partindo da questão de pesquisa, que buscou compreender se os cursos de formação continuada desenvolviam habilidades em literacia digital. Como instrumentos para produção de dados foram utilizados diários de bordo, notas de campo, observações e questionários com professores. O conjunto desses dados possibilitou a criação de um curso sobre o assunto, que foi desenvolvido junto aos respondentes. Os principais resultados da pesquisa apontaram que a formação para o uso pedagógico das tecnologias digitais ainda não é uma realidade nas políticas educacionais. Revelaram, também, que os professores têm interesse na temática, o que torna possível o desenvolvimento de cursos que apresentem abordagens de literacia digital, na formação inicial e na continuada. De igual forma, foi possível verificar a viabilidade de cursos de curta duração que desenvolvam ou aperfeiçoem habilidades em literacia digital. Espera-se que este estudo contribua para o avanço do conhecimento sobre a temática.

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Autores
  • Joane Vilela Pinto
  • Clodis Boscarioli Universidade Estadual do Oeste do Paraná
Biografia
Clodis Boscarioli, Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Doutor em Engenharia Elétrica pela Universidade de São Paulo

Referências

BIELSCHOWSKY, C. E. Tecnologia da informação e comunicação das escolas públicas brasileiras: o programa Proinfo Integrado. Revista e-curriculum, 2009.
https://revistas.pucsp.br/index.php/curriculum/article/view/3256.

CAPOBIANCO, L. Comunicação e literacia digital na internet: estudo etnográfico e análise exploratória de dados do Programa de Inclusão Digital AcessaSP-PONLINE. 2010. Tese de Doutorado. Universidade de São Paulo.

ESHET, Y. Alfabetização digital: Uma nova estrutura de terminologia e sua aplicação ao design de ambientes de aprendizagem significativos baseados em tecnologia. Associação para o Avanço da Computação na Educação (AACE), 2002.

ESHET, Y. Alfabetização digital: uma estrutura conceitual para habilidades de sobrevivência na era digital. Revista de multimídia educacional e hipermídia, v. 13, n. 1, pág. 93-106, 2004.

FELIZARDO, K. R., NAKAGAWA, E. Y., FABBRI, S. C. P. F., & FERRARI, F. C. Revisão sistemática da literatura em engenharia de software: teoria e prática. 2017

FIORELLI, J. M. Práticas de Letramento na rede: ações discursivas, agência e o papel do outro na construção da autoria. 2009. Tese de Doutorado. Universidade de São Paulo.

FLICK, U. Introdução à pesquisa qualitativa. Artmed editora, 2009.

GILSTER, P. Literacia digital. Nova York: Wiley Computer Pub, 1997.

HACK, J. R.; GUEDES, O. Digital storytelling, educação superior e literacia digital. Roteiro, v. 38, n. 1, p. 09-31, 2013.

IBRAHIM, N.; SHARIMAN, T. N. T.; WOODS, P. O conceito de alfabetização digital na perspectiva da indústria multimídia criativa. In: 2013 Conferência Internacional de Informática e Multimédia Criativa. IEEE, 2013. p. 259-264.

KOZINETS, R. V. Netnografia: realizando pesquisa etnográfica online. Penso Editora, 2014.

MURRAY, M. C.; PÉREZ, J. Unraveling the digital literacy paradox: How higher education fails at the fourth literacy. Issues in Informing Science and Information Technology, v. 11, p. 85, 2014. http://academic.microsoft.com.

PASSARELLI, B., & AZEVEDO, J. Atores em rede: olhares luso-brasileiros. Editora Senac São Paulo, 2010.

QUARTIERO, E. M. Formação continuada de professores: o processo de trabalho nos Núcleos de Tecnologia Educacional (NTE). Seminário Internacional de Formação de Professores para o Mercosul/Cone Sul, v. 18, n. 3, p. 552-567, 2010.

RICHARDSON, R. J. Pesquisa social: métodos e técnicas. São Paulo: Atlas, 2011.

ROSA, B. B. A transdisciplinariedade das literacias emergentes no contemporâneo conectado: um mapeamento do universo documental das literacias de mídia e informação (MIL). 2016. Tese de Doutorado. Universidade de São Paulo.

SANTOS, E. Pesquisa-formação na cibercultura. Santo Tirso: Whitebooks, 2014.

XAVIER, S. M. G. Visões de letramento digital em projetos de extensão universitária: inclusão e inserção social, 2013. Tese de doutorado. Universidade de Sorocaba.

ZABALZA, M. A. Diários de Aula: um instrumento. Artmed Editora, 2004.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##


Como Citar

PINTO, J. V.; BOSCARIOLI, C. Literacia digital: possibilidades em contextos formativos de professores. Revista Brasileira de Pós-Graduação, [S. l.], v. 18, n. 39, p. 1–23, 2022. DOI: 10.21713/rbpg.v18i39.1988. Disponível em: https://rbpg.capes.gov.br/rbpg/article/view/1988. Acesso em: 23 maio. 2024.

Seção

Artigos

Publicado:

set. 28, 2022
Palavras-chave:

Educação, Formação continuada, Tecnologias digitais

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.