O papel das origens sociais sobre a proficiência escolar e a probabilidade de progressão por série no Brasil: evidência de persistência

##plugins.themes.bootstrap3.article.sidebar##

Resumo

Este artigo baseia-se em dois trabalhos independentes elaborados por Rodrigues (2009) e Guimarães (2010) que analisaram a mudança intertemporal em duas variáveis educacionais: a proficiência escolar e a probabilidade de progressão por série no Brasil. Foram utilizadas duas bases de dados (Saeb e Pnad) e duas metodologias(decomposição contrafactual e modelos de transições escolares). Em ambos os estudos, o ano de 1999 chamou atenção como aquele de maior retrocesso em termos da proficiência escolar média e da igualdade nas oportunidades educacionais. Os resultados mostram que os efeitos das origens sociais dos estudantes explicam uma parte considerável dos baixos resultados educacionais encontrados nesse período (proficiênciae igualdade nas oportunidades) e sugerem a existência de uma forte inter-relação entre a proficiência e o fluxo escolar.

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Autores
  • Clarissa Guimarães Rodrigues
  • Raquel Rangel de Meireles Guimarães
  • Eduardo Luiz Gonçalves Rios-Neto
Biografia
Referências

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##


Como Citar

RODRIGUES, C. G.; GUIMARÃES, R. R. de M.; RIOS-NETO, E. L. G. O papel das origens sociais sobre a proficiência escolar e a probabilidade de progressão por série no Brasil: evidência de persistência. Revista Brasileira de Pós-Graduação, [S. l.], v. 8, n. 1, 2011. DOI: 10.21713/2358-2332.2011.v8.237. Disponível em: https://rbpg.capes.gov.br/rbpg/article/view/237. Acesso em: 2 mar. 2024.

Palavras-chave:

Social Origins. Educational Achievement. Grade Progression Probability. Orígenes Sociales. Eficiencia Escolar. Progresión Escolar. Origens Sociais. Proficiência Escolar. Progressão Escolar.