Doutorado em Antropologia (UBA-Argentina) e mestrado em Estudos Fronteiriços (UFMS-Brasil): experiências de pesquisas aplicadas em intercâmbios internacionais

##plugins.themes.bootstrap3.article.sidebar##

Resumo

Este artigo se propõe a apresentar as experiências relacionadas à aplicação de pesquisas e de transferências de resultados nos âmbitos do Mestrado em Estudos Fronteiriços (MEF), da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, e do curso de Pós-Graduação em Antropologia, da Facultad de Filosofía y Letras, da Universidad de Buenos Aires. Trata de experiências de pesquisas aplicadas por equipes de ambos os programas de pós-graduação, bem como da forma como a parceria estabelecida a partir do desenvolvimento do Projeto “Fronteiras”, financiado pela Coordenação de Pessoal de Nível Superior (Capes), pelo Brasil, e pela Secretaria de Políticas Universitarias (SPU), pela Argentina, proporcionou melhorias nas ferramentas metodológicas utilizadas nas atividades de pesquisa. O artigo traz uma série de reflexões que permitem comparar as experiências desenvolvidas em ambos os programas de pós-graduação. Primeiramente, os pesquisadores da UBA relatam suas experiências com os povos indígenas em situação de fronteira, abordando diversos problemas que a comunidade demanda, buscando contribuir para a construção de soluções. Posteriormente, são apresentados os trabalhos desenvolvidos pelos pesquisadores do MEF junto a instituições e órgãos que atuam diretamente com imigrantes em região de fronteira, da mesma maneira que os da UBA, aplicando as pesquisas e transferindo os melhores resultados.

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Autores
  • Sebastián Valverde Facultad de Filosofía y Leras - Universidad de Buenos Aires- Consejo Nacional de investigaciones Científicas y Técnicas (CONICET)
  • Marco Aurelio Machado de Oliveira MAESTRÍA EN ESTUDIOS FRONTERIZOS - Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) -
Biografia
Sebastián Valverde, Facultad de Filosofía y Leras - Universidad de Buenos Aires- Consejo Nacional de investigaciones Científicas y Técnicas (CONICET)
Doutorado em Doctor de la Universidad de Buenos Aires (UBA), Argentina. Investigador Adjunto del Consejo Nacional de investigaciones Científicas y Técnicas (CONICET) Investigaciones en Antropología Económica, Antropologia Rural, Relaciones Interétnicas, Pueblo Indígena Mapuche,
Marco Aurelio Machado de Oliveira, MAESTRÍA EN ESTUDIOS FRONTERIZOS - Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) -

Docente Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, UFMS - Campus do Pantanal, Departamento de Ciências Humanas e Letras

Referências

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##


Como Citar

VALVERDE, S.; MACHADO DE OLIVEIRA, M. A. Doutorado em Antropologia (UBA-Argentina) e mestrado em Estudos Fronteiriços (UFMS-Brasil): experiências de pesquisas aplicadas em intercâmbios internacionais. Revista Brasileira de Pós-Graduação, [S. l.], v. 13, n. 31, 2017. DOI: 10.21713/2358-2332.2016.v13.959. Disponível em: https://rbpg.capes.gov.br/rbpg/article/view/959. Acesso em: 23 maio. 2024.

Seção

Relato de Experiências Inovadoras

Publicado:

fev. 17, 2017
Palavras-chave:

Applied Research. Results Transfers. International Partnerships. Mapuche People. Immigrants Investigaciones Aplicadas. Transferencia de Resultados. Aparcerías Internacionales. Pueblo Indígena Mapuche. Inmigrantes. Pesquisas Aplicadas. Transferências de Resultados. Parcerias Internacionais. Povo Mapuche. Imigrantes.